Artista

A arte está nos detalhes e só se vê completa aos olhos do espectador. E são justamente eles, os olhos, que marcam o trabalho desta jovem artista paulistana formada pela faculdade de Belas Artes em 2004. Trabalhou como designer e ilustradora por 10 anos antes de se dedicar exclusivamente à arte.

Utilizando como base o papel, Juliana Fusco se arrisca e experimenta. Combinando técnicas e materiais em suas obras, como: aquarela, lápis, giz, tinta acrílica, canetas. Colagens e recortes também se veem presentes. Para estes, há vezes em que as texturas nascem de xilogravuras, poesias, entre outros.

Estudante de simbologias e misticismos de diferentes épocas e lugares, seu olhar sensível faz de sua obra um retalho destas descobertas. Os olhos aparecem de muitas formas, seja a janela da alma, forma com a qual vemos e nos mostramos ao mundo; o terceiro olho, a intuição, o místico; o lendário Deus Hórus, o amuleto Grego ou o até poderoso Olho Que Tudo Vê. Em suas obras, o que o espectador enxerga é uma incessante busca em representar graficamente o que nos habita, nossa dualidade: o perfeito e imperfeito, luz e escuridão, sagrado e profano.